Presos de Pinheiros fazem greve de fome em solidariedade a detentos de Pedrinhas

Presos de Pinheiros fazem greve de ...

Tweetar Os 120 presos da Delegacia Regional de Pinheiros (MA) estão em greve de fome desde a última segunda-feira (20). A manifes...

STF nega habeas corpus em favor de pai e filho acusados pela morte de Décio Sá

STF nega habeas corpus em favor de ...

Tweetar O Supremo Tribunal Federal (STF) negou habeas corpus em defesa de José de Alencar Miranda Carvalho e Gláucio Alencar Pont...

Ex-presidiário é assassinado a tiros em frente a hospital em São Luís

Ex-presidiário é assassinado a tiro...

Tweetar O ex-presidiário Luan de Sousa Goulart, de 36 anos foi assassinado na porta do Hospital da Criança, no bairro da Alemanha...

Policial militar é morto a tiros em São José de Ribamar

Policial militar é morto a tiros em...

Tweetar O policial militar Fredson de Jesus Mendes foi morto a tiros na tarde desta quarta-feira (5) no bairro Matinha, no municí...

Presos de Pinheiros fazem greve de fome em solidariedade a detentos de Pedrinhas


Presos de Pinheiros fazem greve de fome em solidariedade a detentos de Pedrinhas

Os 120 presos da Delegacia Regional de Pinheiros (MA) estão em greve de fome desde a última segunda-feira (20). A manifestação é em solidariedade aos detentos do Centro de Detenção Provisória (CDP), do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís.

Os detentos de Pinheiros começaram a recusar as refeições, após a Secretaria Estadual de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) determinar que os presos do CDP de Pedrinhas passassem a ser mantidos no interior das celas, com portas fechadas durante todo o dia.

De acordo com o delegado regional da cidade de Pinheiro, Luís Cláudio Balby, os agentes penitenciários foram surpreendidos com a recusa do jantar na segunda-feira. Ele antecipou a possibilidade de as mais de 120 refeições servidas diariamente serem doadas durante a greve de fome.

 

STF nega habeas corpus em favor de pai e filho acusados pela morte de Décio Sá


STF nega habeas corpus em favor de pai e filho acusados pela morte de Décio Sá

O Supremo Tribunal Federal (STF) negou habeas corpus em defesa de José de Alencar Miranda Carvalho e Gláucio Alencar Pontes Carvalho, pai e filho, que irão a júri popular acusados de serem os mandantes do assassinato do jornalista Décio Sá.

A defesa dos dois acusados alegava que a custódia de ambos seria ilegal por uma série de motivos, entre eles a suposta inércia dos órgãos acusação, o cabimento de medida restritiva diversa e o longo tempo de custódia, “inclusive em desfavor de um idoso”.

O ministro Luiz Fux, do STF, afirmou que a decisão que determinou a baixa dos autos de recurso ordinário em habeas corpus ao Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), para colher contrarrazões do Ministério Público estadual, não evidência constrangimento ilegal.

“Inexiste coação ilegal por eventual demora do recurso no STJ, porquanto a própria parte afirma ser o TJ-MA o responsável por tal retardamento”, ressaltou.

O jornalista responsável pelo “Blog do Décio” foi assassinado a tiros em abril de 2012, quando estava num bar da Avenida Litorânea, na orla marítima de São Luís.

Com informações do STF